21 dezembro, 2010

A fronteira sem portões --- 27

27. Não é a mente, nem o Buda

Um monge perguntou ao venerável Nanquan, “Há ainda um Dharma fundamental que não tenha sido oferecido às pessoas pela fala?”.
Quan disse, “Há”.
O monge disse, “Como é esse Dharma fundamental que não tenha sido oferecido às pessoas pela fala?”.
Quan disse, “Não é a mente, não é o Buda, não são as coisas”.

Wumen diz:

Por causa de uma única pergunta dessa pessoa, Nanquan estimou e exauriu todos os segredos da escola. O monge não era tão jovem.

A canção diz:

Repetir conselhos fere a virtude,
A não palavra tem mérito real,
Deixe o mar azul se transformar,
No fim o não agir comunica.

19 dezembro, 2010

Enquanto isso, em 1983...





Na esteira do sucesso de Tron na grande tela, a gigante estadunidense das comunicações ABC (também pertencente ao grupo Disney) lançou esse enlatado televisivo tecnofuturista, com duração de apenas uma temporada. O homem automático era um holograma criado por programação que combatia o crime do lado da polícia. Com a ajuda do Cursor (isso antes do Windows, notem), uma bola de energia, desenhava e materializava objetos físicos, como um automóvel ou helicóptero com efeito de neon.

Manifesto de um remixer

(uma tradução)

1. A cultura sempre é construída sobre o passado
2. O passado sempre tenta controlar o futuro
3. Nosso futuro está se tornando menos livre
4. Para construir sociedades livres você precisa limitar o controle do passado

18 dezembro, 2010

RIP - A Remix Manifesto



Esse documentário eu tenho faz um tempo, num sabia que ja tinha no youtube picadinho. Ele fala sobre a hipocrisia dos direitos autorais, mash-ups, e da até uma passada pelo funk carioca. Enfim, awesome.

It's hard to make the good things last



Saudades hein? O show de 2005 foi fantástico...uma festa. Vondade de ver de novo. Sim, a letra é saudosa. Espero que eles voltem logo!

At The Drive-In - Rolodex Propaganda (Jools Holland, 2000)

14 dezembro, 2010

Derezzed | Daft Punk | TRON Legacy

estou fervendo!



sim, nos anos 60 as coisas tbm esquentaram no brasil. mas na liberação sexual daqui um bom negão dava conta da suruba. será q ja vinha lsd ou era na base da psylocibina?

02 dezembro, 2010



eu também quero tomar uma paradinha, vestir farrapos, dançar junto ao chão com uma tribo e atirar flechas em monstros para transforma-los em golfinhos. #novaera

30 novembro, 2010

Lepidoptera

Rompendo o casulo mental
E mesmo a consciência alheio
O sonho se torna real
Sem deixar de ser devaneio

24 novembro, 2010

folded, fooolded, fooolded!

O show do Phoenix no Planeta Terra 2010 foi inesquecivel. Uma boataria desgraçada afirmou que o daft punk faria uma participação especial nesse show, como rolou no madison square garden dias atrás. Mas não rolou. Mas o show foi do caralho mesmo assim.
Não postei o video do show porque os do Terra sairam com o som muito baixo. Mas olha o daft com o phoenix ai q beleza.

16 novembro, 2010

A fronteira sem portões --- 26

26. Dois monges enrolam a cortina de bambu

Um monge foi se entrevistar com o Grande Fayan de Qinglian antes da refeição vegetariana. Por isso, Yan apontou as cortinas de bambu com o dedo. Então dois monges simultaneamente foram enrolar as cortinas. Yan disse, “Um ganha, um perde”.

Wumen diz:

Apenas diga, quem ganhou e quem perdeu? Se para dentro puder manifestar o olhar único, então saberá que o professor nacional de Qinglian foi derrotado e o lugar de seu ponto fraco. Contudo, mesmo sendo assim, evite de todos os modos a discussão sobre ganho e perda.

A canção diz:

Enrolando e levantando sem dúvida penetre no grande vazio[26],
Ainda assim o grande vazio não se encaixa em nossa escola.
Disputar ou seguir o vazio, jogue tudo abaixo,
Densidade contínua que não deixa passagem ao vento.

[26] Sunyata.

07 novembro, 2010

28 outubro, 2010

A Number of Names: Sharevari


"Sharevari" A Number Of Names detroit 1981
Carregado por zatelec. - Buscar outros videos de Musica.

Segundo o site GLOBAL DARKNESS <http://www.globaldarkness.com/articles/a_number_of_names.htm>, Sharevari é o primeiro techno lançado em Detroit no começo de 1981. Esse nome é uma alteração de Charevari, um clube local que logo se tornou referência total na cena, com os clubbers competindo para mostrar a roupa mais moderna, chamativa e brilhante, com peças fluorescentes e fosforecentes, de acordo com o site http://www.discogs.com/artist/A+Number+Of+Names. Alguns porém consideram o período como proto-techno, e existem várias outras faixas de então com sonoridade híbrida entre a música eletrônica europeia, mais notoriamente como a do Kraftwerk, e e ritmos estadunidenses com groove, como o funk e o electro.

Em 1980 a cena de festas underground em Detroit estava bem agitada. Sterling Jones e Paul Lesley, ouvintes do programa de Electrifying Mojo, na WGPR 107,5 FM. Influenciados por esses estilos, começaram a produzir música. Quem deu nome ao duo foi o próprio dj Electrifying Mojo (Charles Johnson) e Jim McFarlin, escritor.

Mais informações: http://en.wikipedia.org/wiki/Techno.

Bicicletada na Jécatown

Muito bom, saca os flyers: http://bicicletadataubate.blogspot.com/

27 outubro, 2010

E nas eleições de 2010...

Alguém aqui que está preocupado com a terrorista Dilma que vai
chegar na sua casa e matar sua familia?

Pois devia estar preocupado com a criança na rua sem comida... por que ela vai
matar você para comer... Se pergunte também: porque ele não tem
comida?

Fico triste quando eu vejo pessoas mastigando a mesma fofoca
que a mídia serve em nossos pratos sobre essa eleicão. Existem
coisas mais importantes, temos que ver através os políticos,
nos problemas da sociedade...

A grande vergonha do Brasil é a pobreza. O Brasil é um dos
paises mais ricos do mundo, e também um dos mais desiguais...
Olha só nesse site, O Brasil está no décimo-primeiro lugar...

http://www.nationmaster.com/graph/eco_gin_ind-economy-gini-index

Não é bom... O mundo inteiro estava olhando para o Brasil
durante os últimos oito anos com admiração - vocês estavam indo
para frente. Agora estou vendo muitas pessoas querendo andar
para trás.

Como aqui na Suécia. Desde os anos oitenta o movimento social-
democrático, e com ele o estado de bem-estar social, tem se
tornado cada vez mais fraco. Esse ano um governo de direita foi
re-eleito - pela primeira vez desde que nós conquistamos o
direito de votar. Eu vejo as coisas piorando aqui a cada dia. A criminalidade
ligada à pobreza (tráfico, roubo, racismo, entre outros) está
aumentando. Pessoas perdem o trabalho todo dia.

Eu sempre recebí um salário minimo. Antigamente isso dava para
ter um carro e viajar, para sustentar uma familia. Hoje em dia
eu trabalho o ano inteiro sem ter dinheiro para poder tirar uma
semana de férias. Agora a gente pensa duas ou três vezes antes
ir ao médico ou dentista.

Enquanto esse sistema social-democrata - construído por décadas de luta trabalhista - está sendo destruído na Suécia, um sistema similar tem sido construído no Brasil.

E agora? Essa eleicão é uma das mais importantes na história... Use seu dever de votar com carinho... e pense em qual tipo de sociedade você quer viver...


/ Lars
(http://brytburken.wordpress.com)
(http://livsformer.tumblr.com)

Jecaradio#Aqui o criolo é doido e não aceita mancada

Como diz aquele ditado "Em terra de saci qualquer chute é voadora" e essa setlist é um tapa na nuca! Tem gente que escuta a batida e não quer saber nem que assunto tem, mas é louco por uma nota de 100, rs. Deixando o espirito gansta de lado, A Jecaradio desta vez traz um pouco da poesia de concreto pro blog, espero que gostem. Hasta!


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com


Pra quem quiser escutar a ultima música na versão original ta ai, não tinha na rádio pra colocar no set:


23 outubro, 2010

all right



O show do Apples in Stereo no SWU no dia 09 de outubro foi sensacional. Banda animada, pena que não tocaram stream running over, ou não ouvi, cheguei depois do começo (estava tocando aeroplane em outra tenda).

Uma banda que eu não conhecia e surpreendeu foi Infetious Grooves, bem bacana. Vi um pouco de MSTRKRFT também e foi animal...terminaram com Rootz bloody rootz do Sepultura (classe). E o Rage Against quebrou tudo. No segundo dia, teve nostalgia com Sublime no fim da tarde...o tal Rome manda bem. A Regina Spektor manda bem tbm...segura o show sozinha no palco...achei bacana. A Joss Stone foi a melhor da noite. Soul e groove de primeira. No terceiro dia gostei do show do B Negão e Seletores de Frequência...funk até o caroço. Incubus foi bom. E Queens of Stone Age foi fucking awesome! Aí na sequência toda aquela putaria de 3 dias acabou coroada pelo excelente show do Pixies...que terminou com Gigantic e boa noite da Kim.

Foi bacana passar 3 dias acampado com os amigos e vendo shows. Mas gerou aquele ódio contra a organização né. Vocês sabem bem o que foi aquilo de ruim. O pior foi ter acabado o som no meio do show do Rage Against. Swu...cut the bullshit next time.



wheeeeere is my miiind

20 outubro, 2010

A fronteira sem portões --- 25

25. A palestra do terceiro assento sobre o Dharma

O venerável Yangshan sonhou que estava na casa de Maitreya[17], tranquilamente sentado no terceiro assento. O monge ancião do primeiro assento com o martelo branco[18] disse, “Hoje aquele do terceiro assento irá falar sobre o Dharma”.
Shan então levantou-se com o martelo branco e disse, “O Dharma da Mahayana[19] está aparte das quatro sentenças e corta as 100 negações. Ouçam com atenção, ouçam com atenção”.

Wumen diz:

Apenas diga, isso foi falar sobre o Dharma ou não falar sobre o Dharma? Ao abrir a boca, se aproxima do erro, se fechar a boca, perde novamente. Sem abrir, sem fechar, 108 mil.

A canção diz:

Dia claro, céu azul,
No meio de um sonho fala de um sonho,
Formas estranhas, formas estranhas,
Engana toda a assembleia.



[17] Maitreya é o sucessor do Buda Sakyamuni como regente da era. Sakyamuni foi regente da era vermelha, Maitreya é o da era branca (presente), segundo algumas tradições. Maitreya é também tido como o Buda do futuro, ou o Buda esperado. Na época da escrita de A fronteira sem portões, Maitreya era invariavelmente considerado futuro, visto que o começo da era branca é recente.
[18] O martelo é usado para soar o sino.
[19] Mahayana é uma das duas grandes divisões do budismo, traduzida por Grande Veículo, a outra escola é a Theravada.

21 setembro, 2010

Herbie Hancock & Céu - Tempo de Amor - Imagine Project

A fronteira sem portões --- 24

24. Abandonar a linguagem

Um monge perguntou ao venerável Fengxue, “Palavra e silêncio permeiam até as menores coisas. Como compreender sem ofender?”. Xue disse, “Sempre me lembro de Jiangnan no terceiro mês, os francolins[1] piam entre centenas de flores perfumadas”.

Wumen diz:

O engenho de Fengxue era tal como se puxasse a eletricidade e assim obtivesse um caminho para andar. Ele discutiu, mas sentou-se na língua ininterrupta dos ancestrais (por usar o verso escrito). Se você puder ver o interior intimamente, terá a estrada em si mesmo. Apenas abandone o samadhi da linguagem e esteja pronto para dizer uma sentença que vier.

A canção diz:

Sem mostrar uma sentença vigorosa,
Ele não foi o primeiro a dizer a parte que foi entregue.
Avançar tagarelando,
Perceba o grande engano do respeitável senhor.



[1] Espécie de pássaro terrestre (Francolinus chinensis).

16 setembro, 2010

jecatron soundsystem, direto do cemitério indígena

jecatron, direto do cemitério


Afim de prepará-los para as fortes emoções da segunda edição do FESTIVAL da MONTANHA, preparamos DOIS esquentas dignos!

Na Sexta-feira 24 de setembro, o Cabana Café se apresenta, e quem bota o som é Fábio Véio, Chico Tripa e Phanton Milk. Do dub ao twee.

No sábado, após o primeiro dia de festival, dirija-se ao "after", em clima infernal da montanha. Pineal SomSistema se apresenta, e o som na pista fica por conta dos convidados: Eduardo Ramos, Molinari (The Name) e Phanton Milk.

Quem ressurge dos confins das profundas covas jécas, é o JECATRON SOUNDSYSTEM, coletivo shuffle, com seus beats cremosos e riffs sacanas!

O Mythos Bar fica atrás da rodoviária de Sto Antônio. No esquema.

So...dance monkeys!

14 setembro, 2010

Toda forma de poder



Rock brasa, cheio de trocadilhos estilo Ifi.



Eu presto atenção no que eles dizem
Mas eles não dizem nada
Fidel e Pinochet tiram sarro de você que não faz nada
E eu começo a achar normal que algum boçal atire bombas na embaixada

Se tudo passa talvez você passe por aqui
E me faça esquecer tudo que eu fiz

Toda forma de poder é uma forma de morrer por nada
Toda forma de conduta se transforma numa luta armada
A história se repete, mas a força deixa a história mal-contada

Se tudo passa talvez você passe por aqui
E me faça esquecer tudo que eu fiz

O fascismo é fascinante, deixa a gente ignorante e fascinada
É tão fácil ir adiante e esquecer que a coisa toda tá errada
Eu presto atenção no que eles dizem, mas eles não dizem nada

Se tudo passa talvez você passe por aqui
E me faça esquecer tudo que eu fiz

10 setembro, 2010

Mombojó 2010



O amadurecimento do pós-manguebit.
Mais limpo, mais dançante, mais coeso.
Mais rock, mais entrosamento, menos instrumentos.
Soul music para alimentar a inspiração dos jécas artistas.
Vai que é aqui mesmo...

Enquanto isso, em 1983...



Mais uma de 1983 que apareceu hoje, depois do disco Enter do Cybotron e do Neuromancer... freak show tecnomedieval canadense. Parece que várias bandas new wave/synth-pop/industriais surgiram no Canadá durante a década perdida. David Cronenberg, o cineasta que explorou a estética homem-máquina freak show também é de lá. Tanto ele quanto William Gibson, autor de Neuromancer, são de Vancouver, onde houve uma cena industrial relevante. Mas os Men Without Hats são de Montreal, a cidade fresca onde falam francês. Hipertexto em loop pra concluir com metalinguagem.

Jécatown é um erro.

Um erro total e completo.

riddim soundsystem get nasty

Mixtape riddim zerozero 4 anos by riddimsoundsystem

Riddim Soundsystem também deu a sua canja do que vai acontecer hoje na ZeroZero, e está bem massa. Do old school dub ao ska, e encaixando até o Beck no caminho. Juicy!

Mentiras industriais

Em 1981 em Detroit, a famigerada capital industrial estadunidense do automóvel (não por acaso berço do morto-vivo cibernético Robocop), Richard Davis, um ex-combatente do Vietnã, sob a alcunha cabalista de “3070”, e seu colega de faculdade Juan Atkins, inspirados por interesses comuns, como as ideias futuristas de Alvin Toffler, teórico da era da informação, autor dos livros Future Shock [Choque do futuro] e The Third Wave [A terceira onda, uma referência à sociedade pós-industrial], iniciaram um grupo pioneiro do electro e da estética afrofuturista. Cybotron está bem na origem do techno. Seu disco Enter foi lançado em 1983, mesmo ano da publicação de Neuromancer, de William Gibson. O duo se desfez logo, e Atkins continuou com seu Model 500 e hoje é aclamado como fundador do techno, juntamente com Derrick May e Kevin Saunderson, com quem tocou nos Belleville Three. Algumas palavras de Atkins extraídas do artigo de Jon Savage “Machine Soul: A History of Techno”:

“Sempre fui um amante da música. Tudo tem um efeito subconsciente no que faço. Nos anos 1970 eu curtia Parliament, Funkadelic; voltando até ’69 eles estavam fazendo discos como Maggot Brain, America Eats Its Young [Cérebro de larva, América come seus jovens]. Mas se você quer saber a razão pela qual isso aconteceu em Detroit, tem de olhar para um DJ chamado Electrifying Mojo: ele tinha cinco horas todas as noites, sem restrições de formato. Foi em seu programa [de rádio] que ouvi Kraftwerk pela primeira vez”. Sobre 3070, Atkins diz: “Ele era muito isolado. Tinha um dos primeiros sequenciadores Roland, um Roland MSK-100. Eu estava por aí quando você tinha de ter um baixista, um guitarrista, um baterista para fazer discos: você tinha todos esses egos voando ao redor, era difícil obter um pensamento consistente. Queria fazer música eletrônica mas pensava que você tinha de ser um programador de computador para fazer isso. Descobri que não era tão complicado quanto pensava. Nosso primeiro disco foi ‘Alleys of Your Mind’ (Becos de sua mente). Ele vendeu cerca de 15 mil cópias na região local”.

Charles Johnson é o nome do dj Electrifying Mojo mencionado por Atkins. Dj no primeiro sentido do termo: um radialista, em seu programa costumava rodar discos inteiros. Ele é citado como uma grande influência na cena de Detroit. Aqui vale incluir também a famosa citação de Derrick May, que diz que o techno é, “assim como Detroit, um erro completo. É como George Clinton e Kraftwerk presos em um elevador”. Uma afirmação bastante lúcida, afinal trata-se de um som claustrofóbico característico de um estilo de vida nada saudável.

Cybotron tem uma canção chamada Techno City, considerada por Savage a que lançou o gênero techno. Atkins dizia que apesar da decadência Detroit estava se reerguendo, e chamava a cidade de Techno City. O projeto do Cybotron era “altamente conceitual”, de acordo com Simon Reynolds, autor de Generation ecstasy: into the world of techno and rave culture [Geração ecstasy: no mundo do techno e da cultura rave]. Richard Davis provavelmente fritou de ácido no Vietnã. Adorava Jimi Hendrix, como muitos naquela época. “Davis havia remendado um estranho credo pessoal a partir de The Third Wave, de Toffler, e do Zohar (a ‘bíblia’ da cabala clássica judaica). A ideia central era que por meio da ‘ligação interfacial da espiritualidade dos seres humanos na matriz cibernética’, você poderia se transformar em uma entidade supra-humana. Alinhado com a numerologia do Zohar, Davis mudou seu nome para 3070".

A divisão de funções aparentemente era bem nítida: enquanto Davis desenvolvia a base de ideias, Atkins estava focado em fechar os discos, em fazer as faixas do Cybotron funcionar como dance music. Eles estavam tão envolvidos no projeto que chegaram a elaborar um vocabulário próprio:

“Sempre estivemos ligados no futurismo. Tínhamos uma série de conceitos para o Cybotron: todo um dicionário de linguagem tecno, uma ideia geral que chamávamos de a Grade (the Grid). Era como um vídeo game no qual você entrava em diferentes níveis” , diz Atkins. “Concebíamos o ambiente como sendo uma Grade de Jogo. Certas imagens em um programa de vídeo são referidas como ‘sprites’, e o Cybotron era considerado um ‘super-sprite’ com poderes extraordinários”.

Veja um vídeo do grupo, Industrial Lies, faixa criada por 3070 que consta no disco Enter:



Industrial Lies

My conservative reactionary friend,
the ends done justify the means you understand,
you take the butter from the table by a gun,
you think the status quo will be there when you're done,
you buy the missile, buy the laser, buy the tank,
evict the widow, put the money in the bank,
you do it all in the name of economics: economics, economics, economics.

Well, it's just industrial lies,
hidden behind your eyes.
Well, it's just industrial lies
hidden behind your eyes

maximise
profitize
exploitation
take what you want, leave the rest behind
take what you want, leave the rest behind

Agradecimentos a Max Polun do blog reality and fantasy, aparentemente o único site a conter a letra na internet: http://realisy.blogspot.com/2008/07/cybotron-lyrics.html



Mentiras industriais

Meu amigo conservador reacionário,
você entende que os fins realizados justificam os meios,
você toma a manteiga da mesa à mão armada,
você pensa que o status quo vai estar lá quando tiver acabado,
você compra o míssil, compra o laser, compra o tanque,
despeja a viúva, põe o dinheiro no banco,
você faz tudo em nome da economia: economia, economia, economia.

Bem, são apenas mentiras industriais,
escondidas atrás dos seus olhos.
Bem, são apenas mentiras industriais,
escondidas atrás dos seus olhos.

maximize
lucre
exploração
pegue o que quiser, deixe o resto para trás
pegue o que quiser, deixe o resto para trás

09 setembro, 2010

A french touch



Pedro "Busy P" Winter, esse é o nome do cara por trás do sucesso de alguns dos melhores djs do mainstream como Daft Punk e o Justice. Dono do selo Ed Banger Records, selo criado quando ainda era manager do Daft Punk, conta com uma gama de djs tipo A, nessa lista se inclui DJ Mehdi, Feadz e Mr. Ozio, Uffie e outros. Vale a pena conferir a mixtape do cara e as criaturas que habitam a Ed Banger Records.

Mixtape Busy P:
BUSY P TSUGI MIXED CD by BUSYP

mais infos:

http://www.edbangerrecords.com
http://www.myspace.com/busyp
http://www.myspace.com/etjusticepourtous
http://www.myspace.com/daftpunk

rockaway gil

Mix tape Juliana Gil - zerozero 4 anos www.zerozero.com.br by djJulianagil

Yes! Rock n roll com Juliana Gil em terras jecas nesta sexta-feira. De Elvis à Ramones,pra saculejar ou bater a cabeça. A ju quebra suas pernas na pista também.
Rola na ZeroZero, sexta dia 10, no Serrinha @ Taubaté.
http://www.zerozero.com.br/

03 setembro, 2010

Jecaradio# Croquete de Praia


MusicPlaylist
Music Playlist at MixPod.com




Feriadão chegando, que beleza!É hora de perder aquele bronze de rato de laboratório que só o seu trampo pode te proporcionar. A trilha sonora vem cheia de hits marotos pra vc dança igual um croquete de praia!

Hasta!

25 agosto, 2010

dj negs on fire

MIXTAPE - DJ NEGS ZEROZERO.15 by eldertiago

Dj Negs da um caldo do que será seu set-list na próxima Zero Zero. Rock + eletrônica, enfim um pouco de coisa muderna pra dançar no interior.

23 agosto, 2010

O último hit jéca



























Esterco atômico
(em referência a 'Maracatu atômico', de J Mautner)

Tomates caquis do tamanho de abóboras
No mercado maçãs brilhantes reluzentes
Além do satélite meteorológico
Estrelas no meio da couve-flor

Na estrada da roça eletrônica o fruto do esterco atômico (x4)

Os legumes superdesenvolvidos
Cultivados com agrotóxicos radioativos
Alimentarão o novo homem de DNA sintético
Criado em laboratório


Esterco atômico by sauloalencastre

http://soundcloud.com/sauloalencastre/estercoatomico

18 agosto, 2010

The Gilbertos - Howl





O uivo.

Jorge Ben - Os Alquimistas Estão Chegando os Alquimistas





Ô ô ô ô...
Ô ô ô ô...
Ô ô ô ô...

Os alquimistas estão chegando
Estão chegando os alquimistas
Os alquimistas estão chegando
Estão chegando os alquimistas

Ô ô ô ô...
Ô ô ô ô...

Ê ê ê ê
Ê ê ê ê

Eles são discretos e silenciosos
Moram bem longe dos homens
Escolhem com carinho a hora
e o tempo do seu precioso trabalho
São pacientes, assíduos e perseverantes

Executam, segundo as regras herméticas
Desde da trituração, a fixação,
a destilação e a coagulação

Trazem consigo cadinhos
Vasos de vidro, potes de louça
Todos bem iluminados

Evitam qualquer relação com pessoas
de temperamento sórdido
de temperamento sórdido

Ê ê ê ê
Ê ê ê ê

Os alquimistas estão chegando
Estão chegando os alquimistas
Os alquimistas estão chegando
Estão chegando os alquimistas

Ô ô ô ô...
Ô ô ô ô...
Ô ô ô ô...

17 agosto, 2010

A fronteira sem portões --- 23

23. Não pense em bem e mal

O sexto patriarca foi seguido pelo monge Ming do assento superior até o monte Daiyu. O patriarca, ao ver Ming se aproximar, colocou o manto e a tigela do legado sobre uma pedra e disse, “Este manto representa a fé. Deve ser disputado pela força? Se quer levá-lo, pode pegar”. Ming tentou levantar o manto, mas, como uma montanha, ele não se moveu. Hesitante e amedrontado, Ming disse, “Eu vim buscando o Dharma, não o manto! Espero que o senhor esteja aberto a ensinar”. O patriarca disse, “Não pensando em bem, não pensando em mal, diga diretamente, nesse momento quais são as verdadeiras feições do monge Ming do assento superior?”. Ming imediatamente teve uma grande percepção, e suor cobriu todo seu corpo. Chorando, prostrou-se e perguntou, “Além dessas palavras e significados secretos, não há mais algum propósito?”. O patriarca disse, “O que agora lhe digo ou a outros imediatamente não é secreto! Se você voltar a iluminar suas próprias feições, verá que o secreto está dentro de seus próprios limites”.
Ming disse, “Declaro que, mesmo estando na assembleia que seguia Huangmei, não havia examinado realmente minhas próprias feições. Agora, ao receber essa instrução apontada, sou como o homem que bebe água e sabe por si se é quente ou fria. Agora estou certo de que você é meu mestre”. O patriarca disse, “Você supõe isso, contudo eu junto com você temos o mesmo mestre, Huangmei. Para aperfeiçoar o que você obteve, proteja e sustente-o”.

Wumen diz:

Poderia-se dizer que o sexto patriarca exercia sua função como uma esposa ansiosa a quem seu coração corresponde. Por exemplo, como pegar uma lichia fresca, descascá-la, tirar o caroço, e colocá-la dentro de sua boca. Você apenas engole de uma vez.

A canção diz:

Não pode ser copiado, não pode ser desenhado,
Louvar não o alcança, não o receba cru.
As verdadeiras feições não têm lugar para serem guardadas,
No tempo em que o mundo for destruído, o canal é imortal.

25 julho, 2010

John Cage - 4'33" by David Tudor



Provavelmente a peça mais conhecida --- e polêmica --- do século passado, em sua estreia na interpretação do pianista David Tudor, intimamente envolvido com a escola de Nova Iorque.

20 julho, 2010

The BellRays - "Infection"

A fronteira sem portões --- 22

22. O poste do templo de Kasyapa

Ananda perguntou a Kasyapa, “O Buda transmitiu-lhe o manto dourado, além disso o que foi transmitido?”.
Kasyapa disse, chamando, “Ananda!”.
Ananda respondeu, “Sim, senhor!”.
Kasyapa disse, “Vire-se e renuncie ao poste no portão da frente do templo”.

Wumen diz:

Se de dentro puder expressar uma palavra de mudança, então verá intimamente toda a assembléia solene do monte Grdhrakuta como se não tivesse sido desfeita. Talvez não consiga; o Buda Vipasyin tem sido consciente desde eras antigas até o presente e ainda não atingiu o sublime.

A canção diz:

Qual foi mais profunda – a pergunta ou a resposta?
Poucas pessoas nesta época refletiram sobre isso.
O irmão mais velho chama, o mais novo responde, levantando a vergonha da família,
Uma primavera diferente, não pertencente a yin e yang.

22 junho, 2010

A fronteira sem portões --- 21

21. A varinha de remover estrume de Yunmen

Um monge perguntou a Yunmen, “O que é o Buda?”.
Men disse, “Uma varinha de remover estrume seco”.

Wumen diz:

Pode-se dizer que Yunmen vem de família pobre, tem dificuldade em distinguir a comida vegetariana, está ocupado demais e não escreve apropriadamente. Ele manteve o portão aberto e escorou as portas com uma varinha de remover estrume. É visível o declínio da doutrina budista.

A canção diz:

Um raio brilha,
Batendo a pedra acende,
Em um piscar de olhos,
Já passou e se perdeu.

04 junho, 2010

Além das fronteiras dos jardins da razão

Indo além das fronteiras dos jardins da razão... passamos pela imaginação, chegamos na realidade. Você está lendo essas letras transmitidas por códigos binários que processados emitem impressões luminosas na retina, ativando conexões neuronais por impulsos elétricos cerebrais que, interpretados, lhe fazem apreender algum sentido nas palavras. À sua volta, ondas sonoras movimentam os ossículos dentro de seu ouvido, movimentando seus tímpanos, que geram eletricidade, transmitida por vias neuronais e interpretada como som. Um vento agradável entra pela janela ao meio-dia de uma sexta-feira ensolarada. Uma caminhonete parte na rua, levando um carro sucateado por uma colisão destruidora. No rádio do vizinho, reggae pop. Aqui é Jécatown.

01 junho, 2010

Aproveite mais a vida!


"Mas se você não tem emprego enão está fumando maconha, não sei que caralho está fazendo da vida"
Muito bom!

25 maio, 2010

Manifesto vorticoso jéca

Raízes. Deserto purulento. Café caqui viralata carroça trem de carga. Marginalidade tendências ultracontinentais teatralidade social identitária. Desistência imperante sobre a sucata e a terra. O passado e o futuro confluem ao ponto único do presente como toda a matéria engolida pelo vórtice estelar astronomicamente distante. Tranquilidade e violência contrastantes nas ruas estreitas ainda cercadas pela zona rural sobrevivente pontuada por indústrias do capital internacional. Máquinas carros telefones cancerígenos de bolso telas luminosas no velho oeste cortado pela sessentenária avenida principal da projetada megalópole não acontecida do hemisfério sul. Tranquilidade e violência contrastantes nas ruas estreitas ainda cercadas pela zona rural sobrevivente pontuada por indústrias do capital internacional. O passado e o futuro confluem ao ponto único do presente como toda a matéria engolida pelo vórtice estelar astronomicamente distante. Desistência imperante sobre a sucata e a terra. Marginalidade tendências ultracontinentais teatralidade social identitária. Café caqui viralata carroça trem de carga. Deserto purulento. Raízes.

A fronteira sem portões --- 20

20. O homem de grande força

O venerável Songyuan disse, “Por que razão o homem de grande força não levanta seus pés?”. Ele também disse, “Abrir a boca para falar não depende de subir a língua”.

Wumen diz:

Pode-se dizer que Songyuan põe seus intestinos e estômago para fora, mas ninguém carrega. Mesmo se alguém começar carregar, é bom que venha até Wumen para ser golpeado com o porrete. Por que? Para conhecer o verdadeiro ouro, deve-se olhá-lo dentro do fogo.

A canção diz:

Levantando os pés atravessa o Oceano Perfumado,
Baixando a cabeça observa o quarto céu de Chan.
Não há lugar vasto o suficiente para seu corpo,
Peço que continue este verso.

28 abril, 2010

A fronteira sem portões --- 19

19. Ordinário é o Caminho

Zhaozhou perguntou ao venerável Nanquan, “O que é o Caminho?”.
Quan disse, “A mente ordinária é o Caminho”.
Zhou disse, “Não se pode voltar à sua direção?”.
Quan disse, “Tentar voltar-se à sua direção já é contraditório”.
Zhou disse, “Não tentar se esforçar é conhecer o Caminho?”.
Quan disse, “O Caminho não pertence ao saber nem ao não-saber. Saber é delusão, não-saber é esquecimento. Se realmente sem intenção alcançar o Caminho, o perceberá extenso como o grande vazio, como um buraco aberto. Como poderia-se forçar isso a se encaixar também na disputa do certo e do errado?”.
Ao ouvir essas palavras, Zhou imediatamente teve uma percepção.

Wumen diz:

Nanquan usou as perguntas de Zhaozhou para derreter o gelo, eliminar a diferenciação e a dispersão, sem deixar nada embaixo. Mesmo obtendo uma percepção rica, ainda precisava de mais 30 anos para poder começar.

A canção diz:

A primavera tem 100 flores, o outono tem a Lua,
O verão tem a brisa, o inverno tem a neve.
Se assuntos inúteis não preocuparem sua mente,
Então o mundo dos homens é uma boa estação.

08 abril, 2010

pixel attack!


PIXELS by PATRICK JEAN.
Enviado por onemoreprod. - Videos Independentes

by PATRICK JEAN

marmitexas, com riddim SS em jecatown



Riddim SS, novo soundsystem jeca atacando agora na nova festa Marmitex, acompanhados do Negative Mantras (white dub noise) e sin ayuda...projeto novo low-fi.
Rola no novo covil jeca, o bee bop que eu to louco pra conhecer.
Baladinha de domingo pra ninguem botar defeito.

JUICY.

24 março, 2010

A fronteira sem portões --- 18

18. Os três jin[15] de Dongshan

Um monge perguntou ao venerável Dongshan, “O que é o Buda?”.
Dongshan respondeu, “três jin de linho”.

Wumen diz:

O velho Dongshan tinha o Chan (Zen) de um mexilhão. Ele abriu as duas metades da concha e expôs suas entranhas. Mesmo se for assim, apenas diga, em qual direção vê-se Dongshan?

A canção diz:

Três jin de linho foram mostrados,
As palavras eram íntimas, a idéia era ainda mais íntima.
Pessoas que falam sobre a disputa do certo e do errado
São pessoas que pertencem à disputa do certo e do errado.

[15] Medida de peso equivalente a aproximadamente 0,5kg.

25 fevereiro, 2010

A fronteira sem portões --- 17

17. O professor nacional chama três vezes

O professor nacional chamou seu assistente três vezes. O assistente respondeu três vezes. O professor nacional disse, “Ia dizer que eu lhe desapontava; quando você veio, contudo, foi você quem me desapontou”.

Wumen diz:

O professor nacional chamou três vezes, e sua língua caiu no chão. O assistente respondeu três vezes, e emitiu a luz da harmonia. O professor nacional estava velho e seu coração solitário, ele segurava a cabeça do boi abaixada para que comesse grama. O assistente não concordou em carregar o fardo. Comidas deliciosas não despertam o desejo em uma pessoa saciada. Apenas diga, neste caso em que ponto ele se desapontou? Em um país esclarecido, os estudiosos são tidos em alto valor. Em famílias ricas as crianças são mimadas.

A canção diz:

Uma pessoa importante carregava uma canga de ferro[14] sem buraco para a cabeça,
Envolvendo filhos e netos que não pertencem às classes desocupadas.
Se quiser manter o portão aberto e escorar as portas,
Então precisa subir descalço uma montanha de facas.

[14] Junta levada nos ombros, fechada no pescoço e braços, usada no passado para punir prisioneiros na China.

09 fevereiro, 2010

Filme para ver

Galera, meu primeiro post aqui no jécabit, como nao sei o que dizer...vou na velha tática de guerra e deixar uma dica de filme...será que alguem já falou desse filme por aqui??? rsrs, espero que não...

Bom, esse filme foi uma dica de uma amiga do rio...ela sempre me da boas dicas de filmes e bandas, achei muito legal o filme rs, o filme se chama: 500 days of Summer

...procurem no bitorrent que vcs acham facin facin.

è bem interessante, uma boa trilha sonora, boa história e roteiro, ganhou prêmios, é sobre relacionamentos e o melhor que não é um filme feliz...rs....gosto disso.

abraço a todos.

01 fevereiro, 2010

A fronteira sem portões --- 16

16. Soa o sino, sete faixas

Yunmen disse, “O mundo é tão vasto, por que você veste seu manto de sete faixas ao soar do sino?”.

Wumen diz:

Geralmente, ao se adentrar no Caminho do estudo do Chan, deve-se evitar de todos os modos acompanhar os sons e seguir as formas. Mesmo que ao ouvir um som perceba o Caminho ou ao ver uma forma a mente brilhe, estes ainda são ordinários. Pouco imaginando, o monge com a vestimenta da casa[13] cavalga os sons e controla as formas, vê a natureza das coisas e as atividades da mente com clareza. O topo da cabeça é superior à compreensão, a aparência é superior ao maravilhoso. Contudo, mesmo se for assim, apenas diga: o som vem até a orelha ou a orelha vai em direção ao som?
Abandone barulho e silêncio, esqueça ambos. Ao alcançar isso, como falar de união? Se levar a orelha a concordar com a audição será difícil unir. Quando conseguir ouvir com o olho, então começará a estar íntimo.

A canção diz:

Juntando os critérios, os assuntos são os mesmos como uma casa,
Não juntando, dez mil distinções, mil diferenças e erros.
Não juntando, os assuntos são os mesmos como uma casa,
Juntando os critérios, dez mil distinções, mil diferenças e erros.

[13] A casa de estudo de que participa, escola, linhagem.

21 janeiro, 2010

Krautrock: The Rebirth of Germany (O renascer da Alemanha)

Documentário da BBC sobre o Krautrock. Muito bom, apesar de tendecioso do ponto de vista britânico: como referência para entender a cena alemã, eles a comparam com a britânica, Colônia a Manchester e Düsseldorf a Liverpool (existe uma rivalidade entre Manchester e Liverpool, como entre Taubaté e São José dos Campos). Até o Bowie aparece como herói britânico em sua temporada em Berlim. Enfim, retratam a cena dentro da formatação da música pop típica da imprensa inglesa, e acabam não captando totalmente o espírito da coisa. De todo modo, é excelente, com muitas gravações de shows, depoimentos e bandas. Krautrock é um termo meio pejorativo criado pela imprensa britânica para descrever a cena alemã dos anos 60/70. Essas bandas (Tangerine Dream, Can, Faust, etc.) pegaram no Reino Unido nos anos 70 justamente veiculadas pelas grandes gravadoras na onda do progressivo/psicodélico, porém, generalizando, o lance dos caras era justamente ir além do rock, além das influências americana e britânica. Procurando novas direções, foram buscar inspiração na música clássica e folclórica, principalmente. Kraftwerk aparece como a banda de maior sucesso internacional, com um som bem distanciado do rock, totalmente eletrônico, uma apresentação mais palatável às massas com base nas composições e experimentações pioneiras da música eletrônica erudita desenvolvida na Alemanha no pós-guerra.

Disponível para download em torrent: http://www.btmon.com/Video/Unsorted/Krautrock_The_Rebirth_of_Germany_avi.torrent

08 janeiro, 2010

A hora do ao moço...



Estou trabalhando em uma nova publicação que tem como foco histórias sobre homossexuais, se você tem algum quadrinho, conto ou ilustração com esse tema e se interessa em participar deste projeto, envie para terriotiromarginal@gmail.com