23 março, 2008

Saudações conterrâneos JecasBites!

Estou aqui como mais um correspondente do Jeca, diretamente do Recife.
Depois da tão estrondosa passagem de Don Vitoom e suas Macarronadas Explosivas, e da tão calorosa e saudosa presença de Clarissa, Gabi, Beinha e Titi, no período carnavalesco, chego aqui para fazer um balanço pós avalanches jequianas na cidade dos mangue boys e mangue girls.

Aqui em Recife e juntamente em Lençóis (Bahia) deu-se início ao mais novo e prematuro filho do Jeca Bit. Nosso matuto bom de roça e que já nasceu malandro antes mesmo da própria malandragem, resolveu botar as manguinhas pra fora e se tornar o bom e velho Chico Tripa.

Além de aterrorizar velhinhas e encantar jovens de corações frágeis, nosso capiau também é um coletivo agregador e produtor de cultura.

Sob a regência de Don Vitorinno, foram realizadas algumas discotecagens de música universal em bares bacanas como o lendário “Seu Biu” da Rua do Sossego, na Casa do Iraq, além do famoso espetáculo no Xin Xim da Baiana, a maior casa de forró rabecado das Américas (com direito a anuncio no Jornal do Commercio.).

E sob domínio do Maestro Loompa Doom (Valladão), na Bahia de todas as santas, foram arriadas músicas em plena Chapada da Diamantina ao visual das mais belas curvas e montanhas desse brasilzão de Garrinchas e Pelés.

Chiquinho Tripa, porém não parou por aí e na sua efervescência de hormônios resolveu juntar-se a mais agregados para fazer um bacanal da Chiquita Bacana. Juntaram-se a esse time de peso, movido a muito Novos Baianos e a caldosas Tiquiras, nada menos que Henrique Kobritz e Vitor Batista, duas feras dos melhores quadrinhos de Recife desde o Reinado de Nassau, além dos irmãos parceiros de muitos outros carnavais Gabi Kriptonita de pernambucano e Leozito.

Essa trupe toda jogou junto, fazendo tabelinhas e com direito a gol de placa e produziu um zine, que logo menos saí do forno, para ser saboreado ao gosto de muita mostarda escura. Zine Chico Tripa! Aguardem!

Vale lembrar também que nem de Tripa vive só o Chico. Outras plantações participaram do nosso roceiro e outros roçados também foram tomados ao público. Chico Tripa agradece tanto a Liga Anarco-Ordinária e seus componentes (Capitão Presença, Super-Surpresa, Super-Trunfo, Super Soneca, Chips, Kriptonita e Erva venenosa.) pela cretinice e alegria do baile dos mascarados, como também as pessoas que nem participaram nem de um nem de outro, mas agüentaram firme o hecatombe da explosão do Tripa, são elas: Sandra Maluca, Zé Dumé, Beinha, e Lezinho Lezera.

Viva o Chico Tripa! Viva o Jeca Bit!
Movimentando lá e cá!



Leozito
23/03/2008


Visitem: http://www.subis.blogspot.com/
http://www.blogzdovitor.blogspot.com/

7 comentários:

vagoamor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Chuchu tá beleza!
Valeu tiozin!

força aos jecas!

lezerito.

almost_honest disse...

é chico tripa enfurecido.

e agora cutucando em vários pontos.

no momento representado em recife por gepeto gafieira e corta-pulso koblitz, fazendo o bar do "seu biu" ferver.

eu e capitão presença roterizando as primeiras HQ´s da Liga Anarco - Ordinária!

woompa loompa e eu em jecatown/são bento e região atacando.

e o zine lá e cá vai chegar.

Vitor disse...

muito massa fazer parte dessa história jecabitense!!

vamo rodah o zine!

valladão(chico tripa) disse...

chico tripa d braços abertos ...lá e cá...muitooo massa !!!estamos na espera dos novos parceiros p/novas ideias....e com certeza eu e vitão como idealizadores do lance...ja podemos adiantar q pessoas q venhan a somar são sempre bem vindas!!!

valladão(chico tripa) disse...

vitão!!!woompa loompa é a mãe!!!

AHuahUAHauhAUahauHAUAHU

hke>>> disse...

VIVA!!!!!!!!!!!!